[ editar artigo]

AFROEMPREENDEDORISMO EM ASCENSÃO

AFROEMPREENDEDORISMO EM ASCENSÃO

 

Por Roberta Kisy Guimarães Lourenço

A população negra no que diz respeito da prestação de serviço e a execução operacional do trabalho para a produção da economia de toda uma sociedade, sempre esteve na linha de frente e historicamente o afro empreendedorismo continuadamente existiu e resistiu, sobretudo com a advinda da abolição da escravatura, onde a população não mais submetida à escravidão, precisou se reinventar e produzir mais mão de obra para subsistir a necessidade de existência. 

O termo afroempreendedorismo esta atualmente em evidência, em busca desse equilíbrio social se faz presente e deixa sua marca, trata-se de uma modalidade de negócios voltada à valorização e ao crescimento do empreendedor negro, como investidor em potencial e grande representante do mercado de negócios.

 A fim de que os afroempreendedores, empresários e profissionais liberais negros possam se conectar e se fortalecer, no sentido de um processo de  recuperação e em rumo ascensão econômica que foi prejudicada no inicio da trajetória econômica  de vulnerabilidade social a que foram sujeitos os primeiros  empreendedores. Iniciativas como o black Money nos estados unidos na década de 1910, foram fundamentais para maior visibilidade a esta realidade, em consideração ao atraso econômico e histórico a que passaram os primeiros profissionais, desta forma afro-empreender é fomentar negócios entre afro-descendentes, buscando dar protagonismo e garantia de resultados significativos e promoção de futuros grandes empresários.

A ASCENDA –Associação de Empresários e afroempreendedores para o fortalecimento do afroempreendedorismo é uma destas iniciativas que nasce para construir, e deseja oportunizar o incentivo deste movimento Black Money, cujo termo se popularizou nos Estados Unidos, porém a prática nasceu muito antes disso, no inicio do século XX.

Buscamos gestos concretos e otimização dos negócios entre os participantes afro-empreendedores, reconhecer a invisibilidade é dar passo rumo a um futuro que garante igualdade na diversidade, apoio financeiro e formativo, uma rede de recursos e benefícios que faça com que economia seja a favor de todos e não apenas de alguns, dar poder de compra, consumo e instabilidade financeira a profissionais, micro empreendedores individuais e pequenas e grandes empresas lideradas por negros e negras, não se trata de predominância nos negócios, mais sim de protagonismo de uma população que é a maioria no Brasil. Os negros movimentam cerca de R$ 1,7 trilhão por ano no país, mas ainda recebem em média R$ 1.200 a menos que os trabalhadores brancos

Startar tal projeto coletivo é uma busca da eliminação de questões como racismo, preconceito, invisibilidade e desigualdade racial, inovamos quando percebemos novas perspectivas administrativas, tecnologias e financeiras como solução a esta sequela social.

Rodada de negócio troca de conteúdo formativo, regularização de empresas, indicação de serviços, referencias e recomendação dos afro-empreendedores são algumas das ações promovidas por nosso projeto que busca agregar valor por possuir sua essência uma ideologia como proposta um engajamento de maneira inovadora, e além de reafirmar sua raiz e inserção social.  

instagram : @afroempreendedores  / @robertakisy_lourenço

Roberta Kisy Lourenço

Ler conteúdo completo
Indicados para você