[ editar artigo]

Ilha do Silício: Florianópolis alimentando o mundo das Startups

Ilha do Silício: Florianópolis alimentando o mundo das Startups

 

O termo batizou a capital de Santa Catarina, que está imersa em um ecossistema altamente inovador.

Muito conhecido no universo das startups, o Vale do Silício se originou nos Estados Unidos, mais precisamente na região da baía de São Francisco na Califórnia, centro de diversas empresas de alto poder tecnológico.

O local é conhecido mundialmente como ponto de referência em inovações tecnológicas e avanços dentro da internet. É o local também onde Mark Zuckerberg e Steve Jobs construíram seus impérios e todos os dias fazem seus milhões se multiplicarem.

Atualmente o estado de Santa Catarina tem proporcionado grandes avanços financeiros e tecnológicos movimentados pelas startups. A evolução é tão iminente que até proporcionou a sua capital o apelido de “Ilha do Silício”. Atrás apenas dos estados de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, Santa Catarina é o quarto colocado no quesito de possuir um sistema promissor; e dentre esses estados foi o que mais criou startups entre 2015 e 2019.

Entre as cidades do estado, Florianópolis se destaca. São cinco startups para cada mil habitantes, e logo a “Ilha do Silício” se tornou responsável por contaminar as cidades ao seu redor provocando nelas a atitude de inovar. Tanto que Blumenau e Joinville também estão entre as dez cidades brasileiras com maior densidade de negócios escaláveis, tecnológicos e inovadores.

O ambiente inovador de Florianópolis transformou-se na ilha das Startups

As práticas inovadoras e o ideal implantado na cidade de adotar uma cultura de inovação não é de hoje. Cerca de 30 anos atrás foi criado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) o primeiro centro tecnológico de Florianópolis. O objetivo não era só trazer a inovação para dentro da cidade, mas também utilizá-la  para alavancar o desempenho urbano e econômico.

Toda essa ação gerou grandes resultados e colocou a capital de Santa Catarina em um patamar de cidade “ouro” da inovação. Deu vida a inúmeras startups que a cada dia florescem, com suas diferentes formas e utilidades, no terreno promissor do estado.

O ecossistema fornecido por essas cidades chama atenção de empreendedores e empresários que buscam sempre o melhor lugar para aplicar seu capital com segurança.

Conhecida por sua alta sustentabilidade e por seu grande desempenho econômico, a cidade sempre foi uma potência no turismo e na urbanização. Gerando fortes lucros através desse turismo, Florianópolis não só encantou os visitantes como também lhes mostrou o quanto pode ser enriquecedor investir ou criar uma startup em seu solo.

A inovação feita pelas startups e suas atuações no mercado refletem diretamente na economia geral catarinense, e atualmente elas correspondem a 6% do Produto Interno Bruto (PIB) de Santa Catarina. Esse valor aumenta a cada dia e já é esperado que em pouco tempo o estado venha a liderar a corrida da inovação brasileira.

As startups brasileiras próximas a se tornarem unicórnios

Embora caminhemos em passos curtos comparado a outros países de primeiro mundo, o Brasil está convencendo cada vez mais empreendedores e empresários que possui um território promissor para investirem o seu capital. Mesmo que o país passando por diversas restrições econômicas e instabilidades causadas pela inflação e crises no mercado econômico, as startups criaram um ambiente seguro para quem investe nelas, baseado na sua cultura, projetos e na capacidade que possuem de realizá-los.

Como um exemplo de que o momento é oportuno, e é possível sim atingir grandes níveis dentro do cenário brasileiro, algumas startups instaladas no país estão alcançando o tão almejado sexto dígito, ganhando o status de serem chamadas de  de “unicórnios”. O termo é utilizado para se referir a novas empresas que são avaliadas no mercado em mais de US $1 bilhão.

Abaixo a lista das startups que são franco atiradoras para acertarem o alvo:

  • Neon (Fintech), hoje avaliada em US$ 426 milhões
  • CargoX (Logtech), avaliada em US$ 257,8 milhões
  • Dr. Consulta (Healthtech), já avaliada em US$ 183,5 milhões

Não se engane com estes números, pois eles sobem diariamente. No entanto, a caminhada para se tornar uma empresa unicórnio é longa e a maioria das startups não consegue chegar nem perto dessa meta, mas não é impossível! Em um universo onde o que vale são as ideias e como elas são aplicadas para gerar resultados, basta persistência e equilíbrio perante ao mercado.

No Brasil como um todo temos atualmente 17 startups que podem alcançar o status de unicórnios, em diversos estados e com diferentes modelos de negócio. São Paulo lidera com nove delas, no Paraná mais duas, no Rio de Janeiro também duas, uma em Minas e a outra em Santa Catarina.

Não perca a oportunidade de fazer a sua ideia acontecer. Ela pode ser o diferencial que a sociedade está precisando.  Entre em contato através do e-mail oi@condorconnect.com.br e agende a oportunidade de fazer a sua ideia decolar. Participe agora e trabalhe o perfil empreendedor para o seu negócio. Empreenda-se.

ND Mais

Condor Connect
Condor Connect
Condor Connect Seguir

Condor Connect é uma aceleradora de Startups e de Pessoas

Ler conteúdo completo
Indicados para você