[ editar artigo]

A tradição e a tecnologia da arquitetura inovadora.

A tradição e a tecnologia da arquitetura inovadora.

O novo mercado pós pandemia.

Como a arquitetura observa o mercado?

Durante muito tempo trabalhando com o mesmo negócio, muitos profissionais perdem a visão abrangente do que está acontecendo ao seu redor. “Emendando um projeto no outro, fazendo diversas coisas ao mesmo tempo, a gente não consegue visualizar muito o que está acontecendo no mercado”, explica Luciana, da startup La Decora.

Na opinião de Marcos Bertoldi, arquiteto premiado internacionalmente, a gente acaba negligenciando aspectos importantes. Por mais que você tente ter essa visão mais abrangente e totalizante do que você faz, o aspecto técnico acaba deixando de lado o estratégico.

E para Kauana Vissotto, CEO do Condor Connect, este é um aspecto normal não apenas no mercado de trabalho, mas principalmente para quem quer empreender. Até quem está começando um negócio, pode passar por isto também.

Para Luciana, este processo de disrupção no mercado de arquitetura ainda está acontecendo. Não basta apenas pensar no online, mas é preciso também deixar este serviço acessível para a maioria da população.

Baseando-se numa pesquisa da Conselho de Arquitetura e Urbanismo, que regula as profissões dos arquitetos, realizada em 2015, surgiu uma oportunidade. 85% das pessoas que construíam ou reformavam, não usavam serviços profissionais. Destes, 70% usaria se os serviços fossem mais acessíveis.

A arquitetura precisava criar uma metodologia que desenvolvesse um projeto com muito menos tempo, a um custo muito menor. E as plataformas digitais online eram a chave para transformar esta oportunidade em realidade.

É comum pensarmos a tecnologia apenas com as ferramentas digitais e computacionais, principalmente online. Em profissões bastante tradicionais como a arquitetura, a tecnologia é muito mais do que isso: envolve matérias, processos e técnicas construtivas, que também demandam bastante tecnologia.

Novos materiais fazem com que a tecnologia acabe influenciando a arquitetura, assim também como a própria arquitetura acaba criando técnicas inovadoras de utilizar os mesmos materiais influenciando a tecnologia.

 A pandemia e a influência nos negócios da arquitetura.

A pandemia não influenciou muito a forma de trabalho do arquiteto. O uso de home office já é comum para alguns, e a tecnologia digital faz parte da rotina dos profissionais. E apesar do isolamento, este é um mercado que está muito aquecido.

O que antes era feito digitalmente num escritório grande, agora é feito digitalmente via home office e, fora o distanciamento, não impactou o trabalho. Agora, o principal impacto incidiu diretamente sobre os clientes.

A possibilidade do online trouxe uma oportunidade para potenciais novos clientes que antes não exploravam estes serviços. Por outro lado, as restrições de isolamento social trouxeram uma dificuldade a mais para os clientes tradicionais, que exigem reuniões presenciais.

O grande diferencial é saber tratar os dois nichos, assim você se beneficia dos dois lados, tanto atendendo aos novos clientes que chegam para o digital, como também mantém os clientes que precisam do atendimento tradicional.

A arquitetura é uma arte. Para transformar a arquitetura em um negócio online, foi preciso tirar um pouco do romantismo da arquitetura para fazer algo tecnológico. Somente assim foi possível obter um negócio que oferecesse um resultado rápido e econômico para os clientes.

Sem a inovação, não existe o progresso. Para a arquitetura, a inovação vem direcionada pelo lado da razão, e se renova e se refaz a cada dia. É uma jornada que vale a pena, e que apesar de trazer muitas dificuldades no processo, o retorno é muito gratificante.

Assista abaixo o bate papo completo da ND mais:

https://www.facebook.com/watch/?v=309464386840049&extid=O4ACp4mdUYWegFsw

 

Condor Connect
Condor Connect
Condor Connect Seguir

Condor Connect é uma aceleradora de Startups e de Pessoas

Ler conteúdo completo
Indicados para você